Um website não tem sucesso apenas pelo seu design ou pelos conteúdos que apresenta aos visitantes. O site da sua empresa precisa de ter um estilo que atraia os utilizadores, que seja user friendly e, claro, funcional.

Claro que cada pessoa – ou cada empresa – tem o seu estilo próprio e uma determinada forma de comunicar; no entanto, tal não significa que não haja regras básicas de web design que façam toda a diferença na hora de criar um site.
Veja estas cinco dicas rápidas que o podem ajudar a seguir pela direção certa – e, muito importante, não afastar os clientes!

 

1. Mantenha a sua página minimalista e sem adornos desnecessários

Raramente o conteúdo total de um website é lido pelos visitantes. Pelo contrário, quem lá entra passa rapidamente entre páginas, fixando apenas palavras-chave e frases curtas. Com estes comportamentos em mente, é melhor apelar às emoções do que à contagem de palavras. Quanto menos os seus potenciais clientes tiverem de ler, mais facilmente vão processar e avaliar o que estão a ver – e isso faz com que eles sigam exatamente os passos que você quer que eles sigam.
Texto e botões call to action (que incitam a uma ação, como telefonar) são necessários, claro, mas certifique-se de que os visitantes do seu website também vêm cabeçalhos ou títulos grandes, bem como parágrafos legíveis. A utilização de imagens ou ícones são formas alternativas de transmitir a sua mensagem.

 

2. Tenha sempre em mente uma hierarquia visual

Há muito que a época da escrita na pedra acabou. Com os écrans de computadores e smartphones, e à medida que a tecnologia evolui, o trabalho do designer (quer seja web ou gráfico) é cada vez mais organizar os conteúdos de uma forma clara. Lembre-se que apenas tem alguns segundos para captar a atenção dos seus potenciais clientes e dizer-lhes exatamente o que é que a sua empresa faz. 
Se estabelecer uma hierarquia clara em todos os conteúdos que quer apresentar, os leitores ou visitantes do website vão, inconscientemente, seguir exatamente o caminho visual que o designer criou.
Aplicar cor, contraste, tamanhos e espaçamentos para acentuar mensagens é o que realmente desperta o interesse; faça questão de mostrar que tal é intencional.
Um dos melhores elementos de design que exemplificam esta ideia são riscas. Elas ajudam o seu website a tornar-se claro e com diferenciação entre os diferentes conteúdos, como foto e texto.

 

3. Crie conteúdo fácil de ler

A legibilidade mede a facilidade com que uma pessoa reconhece palavras, frases e parágrafos. Quando a legibilidade do seu website é alta, os utilizadores conseguem facilmente analisá-lo e retirar do texto toda a informação de que necessitam.
Conseguir uma boa legibilidade é relativamente fácil. Experimente estas regras:

– O contraste é a chave
É muito importante que haja contraste suficiente entre o texto e a cor/imagem de fundo, para que as letras sejam perfeitamente visíveis. Sinta-se à vontade para ‘brincar’ com cores, mas não sacrifique a legibilidade pela criatividade.

– Nunca conseguirá ler o que não consegue ver
Há algum tempo, os websites tinham tipos de letra pequenos. Com o passar dos anos, as pessoas perceberam que letras com o tamanho 12 eram difíceis de ler online. Uma das regras é ter sempre letras com, no mínimo, um tamanho 16 (dependendo do tipo de letra, claro).

– Letras com ou sem serifas
Como já lhe dissemos neste artigo, as serifas são os prolongamentos ou curvas no final das hastes das letras. Letras não serifadas são, geralmente, a melhor escolha nos textos online. 

– Não utilize mais que três tipos de letra
Tenha sempre isto em atenção quando criar o seu website. Alguns projetos pedem, de facto, combinações de tipos de letra mais elaborados, mas se precisar de variedade tente que ela não afete a harmonia.

4. Certifique-se que o website é de navegação fácil

Sim, por vezes quebrar as regras pode resultar, mas a navegabilidade de um site nunca deve ser o local ideal para o fazer. Não envie os seus visitantes para uma viagem no escuro, enquanto tentam encontrar o caminho no website da sua empresa. 
Se um site for de navegação simples, serão mais facilmente indexados pelos motores de pesquisa. O menu deve ser acessível e a informação contida nele tem de ser clara.

5. Mobile friendly

Hoje em dia, as visitas aos websites provêm maioritariamente de smartphones ou tablets, sendo assim importante questionar: ‘os meus visitantes conseguem ver claramente o meu site?’
É fundamental que a página se adapte automaticamente a qualquer tipo de écran. Além de beneficiar a user experience, os motores de pesquisa também vão indexar mais facilmente o seu site. 
Não tem a certeza se o seu website é responsivo? Experimente aceder ao mesmo através de um smartphone ou tablet. De forma simplista, se precisa de utilizar dois dedos para diminuir ou aumentar o écran e ver o conteúdo, a resposta é não.

Fale sempre com especialistas para que o seu website esteja sempre de acordo com as regras! Os resultados não se farão esperar.